Buscar

Saiba como a saúde mental pode ser importante para sua produção

Diante o aumento de casos de ansiedade e depressão, era de se imaginar que isso pudesse atingir as empresas em algum momento. Trazendo não só impactos negativos para a produtividade, mas para todos os envolvidos, inclusive para os devs.


Instabilidade emocional


Os últimos dados fornecidos pela Organização Pan-americana da Saúde (OPAS) e divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foram alarmantes para todos os Brasileiros. O Brasil está mais uma vez no topo da lista de países mais ansiosos do mundo, acumulando cerca de 19,4 milhões de casos. E dentro desta esfera de preocupação, algo ainda pior, de acordo com a pesquisa da Universidade de São Paulo (USP) de 2021, também acumulamos mais casos de trabalhadores com transtornos mentais.


Com uma realidade assim, é impossível não assumir uma posição para evitar de alguma forma que sua equipe se torne estatística. De fato, a população enfrentou a instabilidade de um país que passou de forma despreparada por uma crise da saúde e da economia, as incertezas desse momento contribuíram ainda mais para que o Brasil alcançasse esse ranking. Mesmo assim, aqueles que encontraram no trabalho alguma estabilidade financeira, viram sua saúde mental novamente ameaçada pelo “burnout”, que em uma tradução não literal seria um pico de crise ansiosa, como uma explosão seguida por exaustão.


Quem pode ser acometido por isso? Qualquer um que não tenha uma divisão clara entre trabalho e descanso, principalmente se já existirem tendências a esse tipo de comportamento. Ou seja, qualquer um, desde o operador técnico que tem prazo para suas demandas, até o executivo que sofre pela sobrecarga de grupos para lidar. Mas pasme se quiser, uma parcela muito afetada pela sobrecarga e ansiedade, são os desenvolvedores e programadores.


O que causa o “burnout”?


O burnout pode ser engatilhado por qualquer coisa, deparar-se com uma mesa desorganizada, excluir um arquivo importante sem querer ou atrasar uma entrega podem desencadear a reação. Parecem coisas ínfimas, mas quem sofre dessa condição já acumula estresse e ansiedade de momentos muito anteriores a esses, o que faz da pessoa uma panela de pressão que pode explodir a qualquer momento, basta uma gota, e tudo vai ao ar. Viver sob esta condição é exaustivo, e pode causar diversos problemas, muitos deles comuns ao século XXI, como a insônia, depressão, fadiga, problemas intestinais etc.


O maior problema é que não conseguimos identificar esses profissionais que silenciosamente, gritam por ajuda, ou porque geralmente são muito bons em não transparecer (até o pico da crise), ou pela constante dinamicidade do ambiente a nossa volta, o que nos deixa alheios às coisas simples. Mas existem algumas causas no ambiente de trabalho que podem ser evitadas com a devida atenção.


  • Sobrecarga de um setor ou funcionário – Algumas demandas exigem mais que outras, mas as vezes por falta de mão de obra, elas se acumulam sobre os responsáveis que geralmente já tem outras demandas a cumprir.

  • Atrasos na tomada de decisão – Existem decisões que precisam da total atenção de quem comanda o setor, mas existem outras simples que por não ter outros que as façam, também ficam a cabo do gestor. Isso acaba desviando a atenção dos problemas mais importantes, e causando estresse pelo excesso de trabalho.

  • Tecnologia ultrapassada – Um fator corriqueiro para contribuir com o mal desempenho da produção, é a falta de mecanismos e ferramentas atualizadas que facilitam a produção, e encurtam processos chatos ou longos, que acabam consumindo a paciência de um programador. Qualquer demanda leva o dobro do tempo para ser feita diante de empecilhos como esse.


Além disso, fora condições adversas como essas, programadores e desenvolvedores já têm que lidar com situações técnicas estressantes diariamente, que por natureza afetam seu psicológico, como preocupações com a performance, end-point, alterações no produto etc. E também cobranças externas sobre a demanda, as quais dependem inteiramente do bom senso de quem cobra, em saber que está lidando com outro ser humano.


Como evitar o caos?


Felizmente, a própria tecnologia pode oferecer soluções para alguns problemas, não só por ela se renovar e oferecer opções novas e promissoras, mas ao diminuir a carga de trabalho com chatbots e machine learning. Tecnologias assim permitem que tarefas simples sejam passadas para a jurisdição das máquinas, e a atenção seja voltada para o que realmente importa.


Ter um setor produtivo, é mais que ter profissionais que trabalham incansavelmente, é proporcionar um ambiente saudável para os colaboradores e para si mesmo. As entregas são mais eficientes, e as ideias mais criativas e bem desenvolvidas entre pessoas em melhores condições de trabalho, afinal o ambiente de trabalho também deve ser confortável.



Se você quer encontrar mais dicas para aplicar na sua empresa não se esqueça de acessar o blog da Sidelab, lá você encontra tanto conteúdos técnicos para estudo, quanto dicas sobre como tornar seu negócio mais eficiente. Aguardo você no próximo post!💚💻